Allianz Arena – Estádio do Palmeiras

O Allianz Parque, conhecido popularmente como Arena Palestra Itália ou Arena do Palmeiras, é uma arena multiuso construída para receber shows, concertos, eventos corporativos e, principalmente, partidas de futebol do Palmeiras, seu proprietário.

A arena conta com um dos mais modernos espaços multiuso do país, e o seu estádio atende às normas da Fifa, se credenciando para receber os torneios esportivos mais relevantes. Com construção iniciada em 2010, foi finalizada em novembro de 2014.

A nova arena foi construída pela empresa WTorre Properties/Arenas, do Grupo WTorre, onde se localizava o antigo Estádio Palestra Itália, também conhecido popularmente como Parque Antarctica.

O primeiro jogo oficial do Allianz Parque foi realizado no dia 19 de novembro de 2014 entre Palmeiras e Sport, pelo Campeonato Brasileiro de Futebol, com o placar de 0 a 2 para o Sport e presença de 35.939 torcedores.

Os primeiros shows realizados no local foram os de Paul McCartney, que se apresentou nos dias 25 e 26 de novembro de 2014.

Localização:
A arena está localizada na Vila Pompeia, na cidade de São Paulo. Nas proximidades do estádio, há as estações Palmeiras-Barra Funda do Metrô e Água Branca da CPTM, além de diversas linhas de ônibus. Para os motoristas, além do estacionamento da Allianz Parque, com capacidade para até 2 mil carros, os shopping centers que ficam nas cercanias oferecem juntos vagas para mais 4.800 veículos. O complexo está situado a apenas 4 km da Avenida Paulista e a 5 km do centro de São Paulo. Além disso, existem 9 hotéis 5 estrelas em um raio de 6 km, mais de 8.000 leitos hospitalares em um raio de 5 km e os aeroportos de Congonhas, a 13 km, e Cumbica, a 30 km.

Histórico:
A transformação do antigo Estádio Palestra Itália em arena é fruto de um acordo assinado entre o Palmeiras e a empresa WTorre Properties/Arenas, do Grupo WTorre. A WTorre administrará o local durante 30 anos, sendo que o Palmeiras terá participação integral nas receitas de partidas de futebol durante o período. De acordo com o contrato firmado entre Palmeiras e WTorre, todas as despesas para a utilização da arena, como as de água, luz, segurança, limpeza, seguros, manutenções do gramado, ficarão a cargo da empreendedora. Com a contratação de uma empresa especialista para gerir o complexo, será repassado ao clube um percentual crescente das receitas com patrocínios, camarotes e shows, entre outros. Ao final desse período de 30 anos, o Palmeiras integralizará todo o empreendimento, encerrando-se o acordo com a construtora.
Demolição das numeradas cobertas e descobertas. Imagem de fevereiro de 2011.

Parcerias
No dia 30 de setembro de 2009, a WTorre concretizou a parceria com a Traffic para comercialização de propriedades na arena, tais como direitos de nome, camarotes, cadeiras especiais, restaurantes, lanchonetes e lojas, entre outros. A empresa de mídia esportiva comercializará os espaços utilizados em eventos esportivos, musicais, sociais e corporativos.

No dia 6 de outubro de 2011, Palmeiras e WTorre anunciaram o acordo com a Anschutz Entertainment Group (AEG), considerada a maior administradora de arenas do mundo, para a gestão de eventos na arena do clube paulistano. A AEG, por sua vez, revelou a parceria com a empresa Blue Box, que prestará consultorias para a companhia norte-americana dos melhores serviços disponíveis em território nacional.

Em 24 de abril de 2013, a WTorre anunciou a venda do “naming rights” da arena para a Allianz, detentora dos direitos de nome de outras cinco arenas esportivas: a Allianz Arena, na Alemanha; o Allianz Stadium, na Austrália; a Allianz Park, na Inglaterra; a Allianz Riviera, na França; e a Allianz Stadion, em fase de construção, na Áustria. O acordo da WTorre com a seguradora tem duração de 20 anos, com opção de renovação por mais 10 ao fim do período. O valor do negócio é estimado em R$ 300 milhões.

Em 29 de abril de 2013, a seguradora anunciou três opções de nomes para a arena: Allianz Parque, Allianz Center e Allianz 360º. Em 6 de junho de 2013, com 89% dos mais de 620 mil votos registrados no site oficial do empreendimento, foi anunciado o nome “Allianz Parque”. As duas outras opções obtiveram 7% e 4% dos votos, respectivamente.

Em 13 de março de 2014, WTorre e AEG anunciaram o acordo com a empresa Gourmet Sports Hospitality, pertencente ao grupo Kofler & Kompanie (K&K), de origem alemã. O acordo prevê serviços de gastronomia em dias de jogos e buffets realizados em eventos corporativos, congressos, shows e demais eventos que ocorrerem no local. Na arena há uma cozinha central de 1.500 m² e dez cozinhas de apoio, três lounges e 46 lanchonetes e quiosques para atender ao público em dias de jogos e eventos corporativos. Até 500 pessoas podem trabalhar nesses locais em dias em que houver lotação máxima. A companhia também foi responsável por servir os públicos dos estádios da Copa do Mundo de 2006, realizada na Alemanha, da de 2010, na África do Sul, e da Copa das Confederações de 2013, realizada no Brasil, além de atuar nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014 em Sóchi, na Rússia, e em algumas etapas da Fórmula 1. O contrato da empresa com a WTorre é válido por 20 anos.

A WTorre anunciou a parceria com a agência Works Brasil, subsidiária da companhia Works UK, para a realização da identidade visual da marca da arena. Em parceria com a Allianz, o projeto de branding foi desenvolvido a partir do seu logo principal. Todos os elementos de comunicação associados à marca “Allianz Parque”, incluindo banners, placas de sinalização, ingressos, merchandising e outras aplicações, foram elaborados para conteúdos impressos e digitais. Projetos semelhantes foram desenvolvidos pela empresa para corporações, associações nacionais e internacionais e federações esportivas internacionais, entre as quais destacam-se a IAAF, FIFA, FIVB, FIBA, FIH e NBA.

Com o foco na organização de eventos, desde pequenas conferências até grandes concertos musicais, a AEG contratou Susan Darrington, ex-vice presidente de operações e serviços do CenturyLink Field, maior estádio da cidade de Seattle e sede dos jogos do Seahawks, na NFL, e do Sounders, na MLS, para ocupar o cargo de gerente geral da arena. Darrington será a principal responsável por angariar receitas para a Allianz Parque, com o objetivo inicial de atrair cerca de 300 eventos por ano.

Inauguração
A inauguração oficial do Allianz Parque foi realizada no dia 19 de novembro de 2014, no jogo entre Palmeiras e Sport, pela trigésima quinta rodada do Campeonato Brasileiro de 2014. A equipe paulistana foi derrotada por 2 a 0. O primeiro gol oficial da arena foi marcado pelo atacante Ananias, do Sport, aos 31 minutos do segundo tempo.

Características Gerais:
Batizada como Allianz Parque, a arena tem 43.600 lugares cobertos, 174 camarotes privativos de 12 a 18 lugares, um restaurante panorâmico, lanchonetes, lojas, centro de convenções com estrutura modular para até 1.500 visitantes, centro de mídia para até 1.000 profissionais da imprensa, um memorial com espaço multimídia com registros da história do clube e estacionamento coberto contíguo para até 2.000 carros, com vagas exclusivas para motocicletas e bicicletário. Eventos múltiplos, como shows e concertos, podem receber até 55 mil espectadores.

Com objetivo de facilitar a circulação dos frequentadores da arena, bem com a limpeza das arquibancadas, as cadeiras não são fixadas no piso, mas em trilhos metálicos, mesmo modelo usado no Estádio de Wembley. Em alguns setores, os assentos e encostos são estofados, com ou sem braço, composto por polipropileno de alto impacto e com suportes em poliamida reforçada com fibra de vidro. Entre a capa e a espuma há uma camada de lã de vidro à prova de fogo, visando proporcionar maior segurança ao público. As cadeiras são compostas por três tons de verde que se intercalam, dando origem a um desenho geométrico inspirado nas folhas das palmeiras.
Visão lateral direita do Allianz Parque
Os vestiários da arena têm dimensões semelhantes: o do Palmeiras tem 355 m² e o dos visitantes, 270 m². O vestiário do mandante conta com armário de madeira com identificação dos atletas e um armário “comunitário”, no qual é possível guardar grande quantidade de objetos. A área de aquecimento dos jogadores tem grama sintética e paredes revestidas com placas de borracha, o que facilita a limpeza do local. Os banheiros são revestidos com porcelanato cinza e pedra natural Hijau Lisa na cor verde, e abrigam duas banheiras de hidromassagem e uma individual para imersão.
O complexo Allianz Parque conta com um Edifício Poliesportivo, erguido onde antes se localizava o antigo ginásio do clube. O novo prédio tem cerca de 10 mil metros quadrados, distribuídos por 4 pavimentos e é servido por 3 elevadores. No térreo, há um ginásio com capacidade para aproximadamente 1.500 torcedores construído para abrigar partidas de basquete, futsal e vôlei. Dois pisos intermediários, com cerca de 2 mil metros quadrados de área cada um, foram projetados para receber quadras de tênis e poliesportivas. Na cobertura do edifício, há uma quadra de futebol society de gramado artificial semelhante à grama natural, oferecendo um espaço de quase 2 mil metros a mais de 48 metros de altura. Uma solução de arquitetura, inédita no Brasil, permite que de dentro do edifício os sócios do clube possam apreciar a paisagem externa, além de usufruir de ventilação e grande quantidade de luz natural.

Já o Edifício Multiuso, projetado com base em diretrizes arquitetônicas desenvolvidas pelo arquiteto e Prof. Tomás Taveira, tem aproximadamente 13 mil metros quadrados, distribuídos por 6 andares. O prédio conta com 8 vestiários e 12 sanitários, 6 elevadores e abriga as áreas administrativas do clube, os esportes indoor, como judô e ginástica artística, e até um espaço nobre, na cobertura, que oferece vista panorâmica do clube e da região.

Os novos edifícios vêm se somar às quadras de tênis, poliesportivas, ao prédio dos novos vestiários das piscinas e à nova sauna do clube, conjunto de obras erguido a partir de novembro de 2010 pela WTorre e que faz parte do acordo assinado entre o clube e a empresa.

As atrações do Allianz Parque estão abertas ao público em geral. O acesso às instalações do clube, entretanto, permanece restrito aos associados da Sociedade Esportiva Palmeiras.

Endereço: Rua Turiassú, 1840 – Perdizes, São Paulo – SP, 05005-000
Inauguração: 2014
Proprietário: Sociedade Esportiva Palmeiras
Time: Sociedade Esportiva Palmeiras
Arquitetos: Tomás Taveira, Edo Rocha

[TS-VCSC-Google-Maps googlemap_api=”true” maptype=”SATELLITE” mapstyle=”style_default” height=”400″ coordinates=”-23.528302, -46.6795717″ metric=”true” markerzoom=”17″ mobileactivate=”true” mapfullwidth=”true” breakouts=”6″ mapfullwrapper=”false” directions=”true” geolocation=”true” geolayer=”1″ autocomplete=”false” controls_pan=”true” controls_zoom=”true” controls_wheel=”true” controls_scale=”true” controls_street=”true” controls_style=”false” tooltipvisible=”true” markerstyle=”marker” markerinternal=”summercamp.png” markeranimation=”true” markeranimationtype=”drop” margin_top=”20″ margin_bottom=”20″]Endereço: Rua Turiassú, 1840 – Perdizes, São Paulo – SP, 05005-000
Inauguração: 2014
Proprietário: Sociedade Esportiva Palmeiras
Time: Sociedade Esportiva Palmeiras
Arquitetos: Tomás Taveira, Edo Rocha[/TS-VCSC-Google-Maps]
  
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com