Conheça São Paulo em 48 Horas

Curta São Paulo em 48 horas

image001Vai passar o fim de semana em São Paulo, mas chegou na sexta-feira à noite e está perdido, não sabe o que fazer? Fizemos um super compilado e separamos o melhor de Sampa para você aproveitar as 48 horas que terá na cidade da melhor forma possível. Confira as nossas dicas e se jogue na diversão!
Sexta à noite

Se estiver perto da Paulista, pode começar jantando em um dos belíssimos restaurantes dos Jardins, onde há várias opções, desde bistrôs até restaurantes estrelados como o D.O.M., eleito o sexto melhor do mundo, mas também há opções mais baratas nas redondezas.

image003 Antes de aproveitar a agitada vida noturna paulistana, ainda dá tempo de curtir um filme diferente em cinemas de arte como o Reserva Cultural ou Cinesesc ou uma megaprodução musical em teatros como o AlfaRenaut ou Bradesco.
Mais tarde, pode se jogar na Rua Augusta, famosa pela variedade de bares e baladas. E tem para todo tipo de preferência, das casas mais alternativas de rock e soul como a pequena Sarajevo, até a danceteria clássica de música eletrônica, como o Lab. Na rua paralela, a Frei Caneca, também há opções para o público LGBT, como A Lôca.

Sábado

image005Hoje é dia de conhecer um pouquinho sobre a história, a cultura e a arte da capital paulista no Centro da cidade. Comece o passeio tomando café da manhã no Pateo do Collegio, onde foi fundada a cidade de São Paulo. Lá existe um pequeno museu e um bom café. Saindo e andando um pouco à direita está a Praça da Sé, onde fica o Marco Zero da cidade e a belíssima Catedral da Sé, em estilo neogótico.
Volte e siga em frente em direção ao Mosteiro de São Bento, cujas missas têm cantos gregorianos e a loja tem quitutes feitos pelos próprios monges enclausurados. Próximo dali estão ainda o prédio da BM&F Bovespa, a Bolsa de Valores de São Paulo e segunda maior do mundo, o Edifício Martinelli, primeiro arranha-céu paulistano, e o Banespão, um dos mais altos prédios da capital.

image007Cerca de três quarteirões para baixo do Mosteiro, está o Mercado Municipal (ou Mercadão), cheio de frutas, temperos e especiarias exóticas. Pare para almoçar em um de seus restaurantes do mezanino e aproveite para experimentar os clássicos: o sanduíche de mortadela e o pastel de bacalhau.
Subindo novamente, em direção a Estação da Luz, conheça o Museu da Língua Portuguesa e, em frente, a Pinacoteca do Estado. Perto de lá também está o Museu de Arte Sacra e o Mosteiro da Luz.
Andando um pouco mais, e se ainda tiver energia, o visitante ainda pode conhecer o edifício da Prefeitura de São Paulo, no Viaduto do Chá, oVale do Anhangabaú e o Theatro Municipal. Perto do teatro, na Avenida São João, fica ainda a Galeria do Rock, com centenas de lojas de música, roupas características e outras coisas interessantes.

image009Antes de anoitecer, corra para o Museu do Futebol ou para a Vila Madalena e conheça a Feira da Praça Benedito Calixto, cheia de objetos de arte e design diferentes, além de antiguidades. Vai até as 20h.
Pode jantar por lá mesmo e depois caia na noite. A Vila Madalena é recheada de bares e restaurantes. E, aos sábados, ainda tem na região o Pub Crawl, um tour por bares e baladas da região pagando um preço único que dá direito à entrada livre em três ou quatro lugares diferentes, a primeira hora de passeio com cerveja liberada e ainda uma dose de boas-vindas (welcome shot) em cada local por onde o roteiro passar. O passeio termina em uma balada. É interessante se inscrever antes pelo site para obter desconto.

Domingo

Se estiver com pique, comece o dia tomando um belo café da manhã em uma das conhecidas padarias-boutique próximas de onde estiver hospedado. Algumas opções são: a Bella Paulista, na Rua Haddock Lobo, próximo à Av. Paulista; a Galeria dos Pães, na Rua Estados Unidos, nos Jardins; e a Villa Grano, na Vila Madalena. Todas 24 horas.

image011Siga para a Avenida Paulista, ícone e cartão-postal de São Paulo. São várias as atrações. Tem a grande Livraria Cultura, do Conjunto Nacional, lugar agradável para um passeio, e tem dois parques: o Parque Mário Covas, onde está uma Central de Informação Turística (CIT), e oParque Trianon, em frente a um dos melhores locais para visitar na capital, o Museu de Arte de São Paulo, ou simplesmente Masp, com um acervo de cerca de oito mil peças. Possui obras de grandes nomes da pintura nacional (Cândido Portinari, Di Cavalcanti, Anita Malfatti e Almeida Junior) e internacional (Rafael, Mantegna, Botticceli, Delacroix, Renoir, Monet, Cézanne, Picasso, Modigliani, Toulouse-Lautrec, Van Gogh, Matisse e Chagall).
A Avenida Paulista ainda guarda centros culturais diversos, como o Itaú Cultural e o Centro Cultural Fiesp, sempre com exposições interessantes, e a Casa das Rosas, que privilegia a literatura e a poesia.

image013Depois, o visitante tem duas opções: seguir para o bairro da Liberdade, conhecida região de influência oriental; ou para o Parque Ibirapuera, o maior da cidade. Em ambos, dá para almoçar e ter um ótimo passeio.
Na Liberdade, além das lojas japonesas, restaurantes chineses e koreanos, aos domingos acontece a Feira da Liberdade, com barraquinhas de artesanato e comida orientais.

image015No Parque Ibirapuera, além de um lugar para descansar, fazer piquenique ou praticar esportes ao ar livre, há muitas atrações culturais, como o Museu Afro Brasil, a Oca (sempre com boas exposições), o Pavilhão da Bienal (com grandes eventos), o Auditório Ibirapuera (com apresentações de música brasileira), o Museu de Arte Moderna (MAM) e oMuseu de Arte Contemporânea (MAC).

Ao anoitecer, infelizmente, é hora de voltar para casa com a sensação de ter passado por uma experiência incrível. E, apesar de toda a programação alucinante, ainda há muito mais para conhecer. Então, já é hora de marcar a próxima viagem para a grande metrópole paulista!

  
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com